FRANÇA
Estreia Nacional – Dança
“Passages”

Noé Soulier é coreógrafo, bailarino e filósofo. Pesquisar as formas de tornar estranha a experiência das ações mundanas e revelar toda a sua riqueza é apenas uma das suas linhas de investigação coreográficas. É Noé Soulier quem afirma que qualquer ação ou movimento do quotidiano é sempre fragmentária, como a dança que cria: “há zonas de intensidade, outras no limite da consciência e outras completamente inconscientes”. É isto também que pesquisa emPassages.

Passages é um projeto nómada, que explora a relação entre o movimento dos corpos e dos lugares onde estes inscrevem as suas ações. Ao atuar sobre objetos imaginários, os performers desencadeiam ressonâncias em múltiplas escalas e dimensões, num ativar de memórias físicas nos espetadores, partindo da relação com os espaços que habitam.

Adaptado-se a uma variedade de contextos arquitetónicos, quer se trate do claustro do Museu Municipal de Faro com os seus corredores e jardim ou do relvado com diversas estátuas do Museu Nacional de Arte Antiga de Lisboa, a coreografia de Passages é constituída por um vocabulário corporal que Noé Soulier tem desenvolvido ao longo de dez anos. Utilizando a “motricidade imediata” de ações como agarrar, atirar, apanhar ou roçar, Noé Soulier explora o património motor que o humano partilha também como o animal.

 

Coreografia: Noé Soulier
Com: Lucas Bassereau, Meleat Fredriksson, Yumiko Funaya, Nangaline Gomis, Nans Pierson
Produção: Cndc – Angers
Co-produção: Monuments en mouvements – Centre des monuments nationaux, Les Ateliers de Paris
Apoio à criação: Direction Regionale des Affaires Culturelles d’Ile-de-France – Ministère de la Culture et de la Communication
Apoio à apresentação na BoCA: Institut Français (Paris)

Desde julho de 2020, Noé Soulier assumiu a direção do Cndc – Angers, que é subsidiado pelo Ministério da Cultura de França – DRAC do Pays de la Loire, da cidade de Angers, região Pays de la Loire, departamento Maine et Loire.

Próximos Eventos

ler mais
  • Cattivo

    08 dezembro 2022 — 21 dezembro 2022
    La Villette - Grand Halle, Paris

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    Installation commissioned by BoCA in 2019, CATTIVO is a large-scale installation made up of hundreds of music stands designed by Cape Verdean choreographer Marlene Monteiro Freitas. Through the use of a sensorial type of stage mechanism, these objects, usually at the service of the musician and the score, become subjects with their own feelings and desires. CATTIVO explores the borders of the animal, plant and imaginary worlds.

    +
  • Trouble

    15 dezembro 2022 — 18 dezembro 2022
    La Villette, Paris

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco com uma equipa portuguesa, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +