Performance

O projeto de Pedro Barateiro, “A Viagem Invertida”, é uma performance comissionada pela BoCA em 2019 e que colocou Pedro Barateiro a trabalhar no palco na Sala Garrett do TNDMII. A performance é agora apresentada no contexto da exposição “En Caída Libre”, com curadoria de João Laia, na Caixa Forum Barcelona.
Tendo como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, “A Viagem Invertida” é uma performance inspirada no livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, escrito por José A. Bragança de Miranda.
O lítio é o componente principal na fabricação de baterias de computadores, tablets e telemóveis, mas é também utilizado para tratar estados de depressão e bipolaridade, como estabilizador de humor. Recorrendo à substância e às suas utilizações, o projeto representa um mapa da condição contemporânea, iluminando a forma como diferentes narrativas se conectam e contrariando a sua apresentação habitual como fenómenos independentes. Entre as questões abordadas incluem-se a inscrição do modelo económico actual na história do colonialismo e a relação de ambos com o passado e o presente do extrativismo material e simbólico. É também examinada a forma como estas dinâmicas participam da atual situação de emergência ecológica e humanitária.

Concepção, texto, vídeo Pedro Barateiro
Composição musical Raw Forest (Margarida Magalhães)
Com Lula Pena
Produção BoCA
Co-produção Teatro Nacional D. Maria II
Agradecimentos André Guedes, Miguel Pereira, Sofia Matos, Companhia Olga Roriz, Construções Sampaio

Próximos Eventos

ler mais
  • O BARCO / THE BOAT

    13 abril 2024 — 14 abril 2024
    Inhotim, Brumadinho (Brasil)

    GRADA KILOMBA

    A Galeria Galpão do Instituto Inhotim recebe, a partir do dia 13 de abril, O Barco / The Boat (2021), de Grada Kilomba, uma obra escultórica, performativa e poética comissionada pela BoCA 2021 e apresentada, agora, de forma inédita, no Brasil.

    +
  • O Carro Falante

    18 abril 2024 — 19 abril 2024
    deSingel

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • O CARRO FALANTE

    16 junho 2024 — 18 junho 2024
    Wiener festwochen

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    18 julho 2024 — 19 julho 2024
    Festival dos Canais

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    06 setembro 2024 — 07 setembro 2024
    Nowy Teatr

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +
  • TERRA COBRE

    14 setembro 2024
    Festival Escena Patrimonio

    JOÃO PAIS FILIPE & MARCO DA SILVA FERREIRA

    Nova criação do artista sonoro João Pais Filipe e do dançarino Marco da Silva Ferreira que cruza a arte chocalheira tradicional da vila de Alcáçovas, no Alentejo, com práticas artísticas contemporâneas.

    +
  • O Carro Falante

    09 outubro 2024 — 10 outubro 2024
    HAU Berlim

    AGNIESZKA POLSKA

    A convite da BoCA, Agnieszka Polska cria a sua primeira peça de teatro, com interpretação de Albano Jerónimo, Íris Cayatte, Vera Mantero e Bartosz Bielenia. Um grupo de pessoas viaja num carro que não para. Um espetáculo sobre o papel de alguém preso no complexo sistema de agentes humanos, não-humanos e infraestruturas sociotecnológicas.

    +