MUTANTES – entre o teatro e o museu

Mutantes – entre o teatro e o museu é um novo projeto nacional e transdisciplinar de formação e criação de novos paradigmas artísticos para jovens entre os 18 e 28 anos, com formação diversificada e vindos de diferentes áreas.
Desenvolve-se a partir da ideia de dispositivo artístico e das diferentes possibilidades da sua utilização. É movido pelo reconhecimento da sua exploração tanto nas artes performativas como nos contextos expositivos e pretende analisar os lugares da arte questionando os modos da sua fabricação.

Mutantes inspira-se na potencialidade da (de)formação, no hibridismo genético (entre uma coisa e outra), aqui entre o teatro e o museu, e no cruzamento de matérias de origem (conjuntos de partes de outros conjuntos), aqui procurando desordenar géneros, essências, raízes, identidades e lugares.

Entre 19 de março e 18 de junho de 2022, o grupo reúne aos sábados de manhã, em diferentes espaços culturais – teatros, museus e centros de arte – da área da grande Lisboa (Casa da Cerca, Culturgest, MAAT, Museu Berardo, Teatro do Bairro Alto e Teatro Nacional Dona Maria II), recolhendo material genético para as suas mutações.

Mutantes é um projeto da BoCA, conta com a direção de Sara Franqueira, em colaboração com as equipas artísticas e de mediação dos espaços parceiros. Um projeto novo que promove a aprendizagem em contextos não formais e assume-se como um processo de inquirição e pesquisa de novos modelos de colaboração entre as artes performativas e as artes visuais.