BoCA Summer School
Workshop “Arte Útil”, com orientação de Miguel Amado

A expressão “Arte Útil” sugere que a arte pode ser uma ferramenta ou um dispositivo. Este conceito tem vindo a ser proposto pela artista Tania Bruguera e um grupo de investigadores, diretores de museu, comissários e designers informalmente reunidos na Associação de Arte Útil para descrever pessoas que, “através de grupos auto-organisados, iniciativas individuais ou conteúdo gerado por utilizadores, desenvolvem novos métodos e formações sociais para lidar com problemas que antes estavam sob alçada do Estado”. Para Bruguera e companheiros, estas ações não são exemplos isolados, mas parte de uma história da arte enquanto mecanismo de transformação social que o modernismo subalternizou e que urge, por um lado, descrever e, por outro, atualizar como modo de intervenção no mundo atual. Este curso apresenta as linhas gerais da noção de “Arte Útil” através da análise dos seguintes temas: genealogia artística; critérios; estudos de caso artísticos; fontes de informação; debates teóricos; terminologia crítica; exemplos de exposições; aplicação a modelo museológico.

 

Orientação: Miguel Amado (comissário, investigador e crítico) em colaboração com Tania Bruguera e Alistair Hudson.

Biografia do orientador


A quem se destina:
 M/16, estudantes, artistas, investigadores, comissários, críticos e outros profissionais do setor artístico.
Os interessados deverão enviar um email para info@bocabienal.org com a seguinte documentação: nome, data de nascimento, contato telefónico e nota biográfica.
Data limite de inscrição: 23 de agosto. As inscrições são feitas por ordem de recepção.

Produção: BoCA
Parceria: Fundação GDA
Apoios: Museu Nacional de Arte Contemporânea do Chiado, Câmara Municipal de Lisboa, Fundação Millennium BCP

Próximos Eventos

ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Beatriz Batarda

    17 abril 2021
    Museu de Lisboa - Palácio Pimenta

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP.

    Convidada: Beatriz Batarda (atriz)
    Livro escolhido: "Caderno de Memórias Coloniais" de Isabela Figueiredo
    Espaço verde: Jardim do Palácio Pimenta, Museu de Lisboa (online)

    ler mais