Guardadores de um arquivo do obscuro, a arte que a dupla de artistas Von Calhau! cria é gerada pelo mistério da evidência. Os Von Calhau! deixam-se levar por uma ligação profunda, por vezes quase primitiva, ao mundo que habitam.

Mergulham na caverna de Platão para, por entre a escuridão, com um tempo/ritmo distinto do real, acederem a uma visão única do que os rodeia. A luz que antevêem da caverna representa um trazer à superfície algo desconhecido, estranho ou simplesmente obscuro.

Seja em concertos, performances, exposições, instalações, vídeos ou uma contaminação destes géneros, a sua identidade é serem artistas, criadores, intermediários entre a dimensão do desconhecido e a materialização, até quando por via da efemeridade das artes performativas, de algo que passa a existir no mundo, mesmo que mantendo uma expressão de enigma.

Nesta sua ‘tautaulogia’, na miríade de questões que se desdobram para quem entra na obra como entra num labirinto, uma das interrogações que colocam em “Tau Tau” é: e se a cópia for na verdade o original?

 

 

Direção, conceção plástica e performance Von Calhau!
Colaboração Vasco Alves
Residência artística O Espaço do Tempo (Montemor-o-Novo)
Co-produção BoCA
Apoio Artistas Unidos / Teatro da Politécnica

 

Biografia

 

Próximos Eventos

ler mais
  • Cattivo

    18 fevereiro 2020 — 23 fevereiro 2020
    São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    Na edição BoCA 2019, a bailarina e coreógrafa Marlene Monteiro Freitas transgrediu a sua prática e criou “Cattivo”, a sua primeira (mega) instalação composta por centenas de estantes de partitura, que são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas. Assistimos à capacidade de encarnarem estados emocionais e de tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos. Agora é a oportunidade única de descobrir a adaptação desta criação em Lisboa.

    ler mais