“Ordem e Progresso” é uma nova versão de uma performance-instalação que o artista mexicano Héctor Zamora (Ciudad de México, 1974) realizou em 2012 no Paseo de los Héroes Navales (Lima, Peru) e em 2016 no Palais de Tokyo (Paris, França).

Na inauguração a 22 de março haverá uma performance que dará lugar a uma instalação visual e sonora: um grupo de 30 trabalhadores destruirá com ferramentas manuais uma série de barcos de pesca tradicionais portugueses, de diferentes regiões costeiras, cujos destroços ocuparão temporariamente a Galeria Oval do MAAT.

“Ordem e Progresso” evoca a tradição marítima profundamente enraizada na identidade portuguesa, mas também a dimensão sociopolítica que tem caraterizado a prática artística de Zamora, neste caso a ideia de promessa contida nas embarcações clandestinas que levam milhares de refugiados em perigosas travessias do Mar Mediterrâneo.

 

 

Curadoria Inês Grosso
Produção MAAT
Parceria BoCA

 

Biografia

 

Próximos Eventos

ler mais
  • ECOTEMPORÂNEOS: Beatriz Batarda

    17 abril 2021
    Museu de Lisboa - Palácio Pimenta

    ECOTEMPORÂNEOS

    Ecotemporâneos é um projeto que relaciona a literatura com os espaços verdes da cidade de Lisboa. Aberta, inclusiva e acessível, em cada sessão um novo convidado escolhe um livro e liga-o ao espaço verde onde o público reúne. Conta com a presença de um intérprete de LGP.

    Convidada: Beatriz Batarda (atriz)
    Livro escolhido: "Caderno de Memórias Coloniais" de Isabela Figueiredo
    Espaço verde: Jardim do Palácio Pimenta, Museu de Lisboa (online)

    ler mais