ARGENTINA | FRANÇA
Estreia nacional – filme
“Movidas Raras”

O iconoclasta, dramaturgo e encenador argentino Rodrigo García está de volta com uma criação audiovisual, escrita e produzida à distância, durante o período de confinamento. Nada de teatro, mas uma tela verde (chroma key), que dá asas à sua imaginação transbordante e aos seus cinco excepcionais intérpretes, enfeitada com acessórios coloridos e improváveis. Angélica Liddell, Denis Lavant, Florencia Vecino, François Chaignaud e Volmir Cordeiro entregam-se de corpo e alma a este experimento desenvolvido a partir da casa de cada um dos intérpretes, que nunca ensaiaram juntos no mesmo espaço, e se gravaram a si próprios com smartphones e iPads.
A partir de Paris, Madrid, Buenos Aires, Lisboa e das Astúrias, a equipa de “Movidas Raras” embarcou junto de Rodrigo García num experimento ousado e incrível.
Vários personagens para histórias entrecruzadas, para além de um narrador protagonizado por Denis Lavant, que nos esclarece as relações entre cada. Uma das personagens, interpretada por Volmir Cordeiro, quer absolutamente fazer o remake do filme “Barry Lyndon” (1977) de Stanley Kubrick, outra fabrica ténis muito caros para “idiotas” e passa o tempo a desfazer ténis existentes para montá-los e comercializá-los com novas composições. Há também uma Anabatista, protagonizada por Angélica Liddell, e outras personagens surpreendentes.
Não é bem teatro, não é bem filme, não é uma vídeo-instalação… é um experimento audiovisual que reflete a necessidade de construção de novas narrativas e de mecanismos que permitam a construção do coletivo.

Direção artística e guião: Rodrigo García
Com: Angélica Liddell, Denis Lavant, Florencia Vecino, François Chaignaud, Volmir Cordeiro
Filmado por: Gumersindo Puche, Bruno Pace, Marcos Torino, Muriel Habrard
E com a participação de Gumersindo Puche, Mateo Mezquita, Diego Lamas, Laura Fernández, Arturo Iturbe, Elizabeth Iturbe, Manuel Lamas, Diego Lamas Jr, Carlos Lamas
Figurinos: Margaux Ponsard
Maquilhagem: Sylvie Cailler
Tradução francesa: Christilla Vasserot
Tradução portuguesa: Florencia Carrizo
Coordenação de produção: John Romão, Olivier Lataste
Música original: Daniel Romero
Montagem e criação visual: Jesús Santos, Daniel Romero, Arturo Iturbe, Rodrigo García
Legendagem em português: SPELL
Produção:
La compagnie Boucherie Théâtre / Rodrigo García
Produção delegada: Bonlieu Scène nationale Annecy
Coprodução: Malraux scène nationale Chambéry Savoie, Carré Colonnes Scène nationale, Centro Cultural Conde Duque, Comédie de Caen, Festival Grec Barcelona, Festival Temporada Alta, Le Phénix Scène nationale, Le Trident Scène nationale, MC93 Bobigny Scène nationale, Théâtre de Liège, Théâtre Garonne, Théâtre Vidy-Lausanne

Próximos Eventos

ler mais
  • O Barco

    08 julho 2022
    Khunstalle Baden Baden

    GRADA KILOMBA

    A primeira instalação de grande escala de Grada Kilomba viaja até à Praça de Margarida Xirgu, frente ao Teatro Lliure, em Barcelona. Composta por 140 blocos de madeira queimada, convida o público a entrar num jardim da memória, no qual poemas descansam sobre blocos de madeira queimada, lembrando histórias e identidades esquecidas. Que histórias são contadas? Onde são contadas? Como são contadas? E contadas por quem? São questões que se colocam ao entrar nesta instalação.

    +
  • Trouble

    24 agosto 2022 — 27 agosto 2022
    Kampnagel, Hamburg

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco com uma equipa portuguesa, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +
  • Trouble

    15 dezembro 2022 — 18 dezembro 2022
    La Villette, Paris

    GUS VAN SANT

    O realizador de cinema Gus Van Sant aventura-se na sua primeira criação de palco com uma equipa portuguesa, um espetáculo de teatro musical inspirado em Andy Warhol e no seu esmagador talento para elevar a ícone as imagens, ao mesmo tempo que escalava como persona e artista a um estatuto de celebridade mundial.

    +