LIVE STREAMING DE PERFORMANCES

Transmissões em direto de performances de curta duração comissionadas pela BoCA, pensadas através do dispositivo relacional corpo-câmara-casa. Propõe-se uma relação em torno do nosso estado atual de confinamento e as linguagens artísticas mediadas pela câmera. As performances são live no canal YouTube da BoCA Bienal.
Todos os sábados até, pelo menos, 30 de Junho 2020.


SEMANA 1

25 ABR: Odete, 19H
Performance:
“Excuse me, miss, their history was always a matter of technique” (2020)
Seguido de conversa com John Romão

“History is not the past. It is the stories we tell about the past. How we tell these stories – triumphantly or self-critically, metaphysically or dialectally – has a lot to do with whether we cut short or advance our evolution as human beings.” Grace Lee Boggs

Odete trabalha entre os mediums da escrita, da música, das artes performativas e das artes visuais. Com um tom autobiográfico, mistura o íntimo e o político, questionando o conceito de pertença, de narrativas trans e formas de tornar visível a tristeza, a fragilidade e a “falha” enquanto potências políticas. Na performance que concebe para o ciclo da BoCA Online, Odete utiliza a ficção para questionar os mecanismos históricos de construção e legitimação de narrativas: “Esta performance-livestream faz parte de uma pesquisa minha sobre as técnicas de produção de verdade da história e da arqueologia”, explica. “Decido mentir sobre a história e a arqueologia usando as mesmas técnicas e ferramentas que o tempo revelou como produtoras de verdades, e o passado passa a ser então uma estratégia política de inscrever aqueles que dele não constam para que o futuro possa avançar para além da ordem de coisas que alguns definiram como a nossa ancestralidade.”

Odete desenvolve um corpo de trabalho assente no cruzamento de várias disciplinas (artes performativas e visuais, música e escrita).
Frequentou a ACE – Interpretação (2010-2013), Porto e licenciou-se em Estudos Gerais – minors em artes visuais e performativas (2014 -2017), Universidade de Lisboa. Tem trabalhado a sua formação com masterclasses e workshops com artistas como Trajal Harrell, Vânia Rovisco, Prof. Gerald Siegmund ou Marcelo Evelin.
Realizou várias performances e exposições desde 2015 e o seu trabalho musical passou um pouco por toda a Europa, desde o Berghain (Berlim) ao Subaccultcha (Amsterdão) ou Boiler Room. Lançou três EPs, sendo o último lançado pela label londrina New Scenery.
http://cargocollective.com/odete
https://soundcloud.com/queriastarmorta

 

Próximos Eventos

ler mais