Portugal | Performance | Nova criação

 

Vozes sem língua chegam onde a língua de falar não pode chegar. Cantos sem música chegam onde a canção não pode soar. Pés sem chão chegam onde a terra é fértil, onde os mortos sempre foram presentes.

O lugar de dor para sarar a ferida é muitas vezes improvável. Mas ultrapassar a dor é a via utópica para se chegar ao outro lado. Quem pode ouvir? Quem pode gritar? O que há para reparar? Quem não vai durar? O que é que falta sonhar?

O Instituto da Mulher Negra em Portugal – INMUNE, responde assim ao convite da BoCA para criar uma performance de spoken word em torno dos temas que envolvem a criação desta entidade feminista interseccional e anti-racista, constituída por mulheres negras. Esta performance, “Gestuário II”, segue intacta no combate ao silenciamento das mulheres negras, africanas e afrodescendentes na História e no tempo presente. As INMUNE promovem o empoderamento, a participação social e política de mulheres, a igualdade de direitos, a paridade e a justiça social, fomentando através das suas atividades e reflexões, um ambiente propício à afirmação e valorização da herança e da cultura negra e africana em Portugal.

 

Criação INMUNE
Direção Zia Soares
Performers Alesa Herero, Denise Viana, Raquel Lima, Sandra Costa
Textos Raquel Lima, Zia Soares
Tradução para crioulo Sandra Costa
Figurinos e adereços Neusa Trovoada, Zia Soares
Fotografia Luís F. Simões, Marlene Nobre, Sofia Berberan
Design gráfico Neusa Trovoada
Co-produção INMUNE, BoCA

 

 

 

Próximos Eventos

ler mais
  • Cattivo

    18 fevereiro 2020 — 23 fevereiro 2020
    São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    Na edição BoCA 2019, a bailarina e coreógrafa Marlene Monteiro Freitas transgrediu a sua prática e criou “Cattivo”, a sua primeira (mega) instalação composta por centenas de estantes de partitura, que são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas. Assistimos à capacidade de encarnarem estados emocionais e de tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos. Agora é a oportunidade única de descobrir a adaptação desta criação em Lisboa.

    ler mais