Portugal | Performance | Nova criação

 

Vozes sem língua chegam onde a língua de falar não pode chegar. Cantos sem música chegam onde a canção não pode soar. Pés sem chão chegam onde a terra é fértil, onde os mortos sempre foram presentes.

O lugar de dor para sarar a ferida é muitas vezes improvável. Mas ultrapassar a dor é a via utópica para se chegar ao outro lado. Quem pode ouvir? Quem pode gritar? O que há para reparar? Quem não vai durar? O que é que falta sonhar?

O Instituto da Mulher Negra em Portugal – INMUNE, responde assim ao convite da BoCA para criar uma performance de spoken word em torno dos temas que envolvem a criação desta entidadefeminista interseccional e anti-racista, constituída por mulheres negras. Esta performance, “Gestuário II”, segue intacta no combate ao silenciamento das mulheres negras, africanas e afrodescendentes na História e no tempo presente. As INMUNE promovem o empoderamento, a participação social e política de mulheres, a igualdade de direitos, a paridade e a justiça social, fomentando através das suas atividades e reflexões, um ambiente propício à afirmação e valorização da herança e da cultura negra e africana em Portugal.

 

Criação INMUNE
Direção Zia Soares
Performers Alesa Herero, Denise Viana, Raquel Lima, Sandra Costa
Textos Raquel Lima, Zia Soares
Tradução para crioulo Sandra Costa
Figurinos e adereços Neusa Trovoada, Zia Soares
Fotografia Luís F. Simões, Marlene Nobre, Sofia Berberan
Design gráfico Neusa Trovoada
Co-produção INMUNE, BoCA

 

Próximos Eventos

ler mais
  • A Viagem Invertida / Barcelona

    25 outubro 2019
    Caixa Forum / Barcelona

    PEDRO BARATEIRO

    Depois da estreia mundial na BoCA 2019, a performance "A Viagem Invertida" é apresentada no contexto da exposição "En Caída Libre", com curadoria de João Laia, em Barcelona. Tem como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação de Pedro Barateiro e de Lula Pena, e música de Raw Forest.

    ler mais
  • COMO FAZER UMA MÁSCARA / Buenos Aires

    04 dezembro 2019
    Centro Cultural San Martín, Buenos Aires

    PEDRO BARATEIRO

    A performance "Como Fazer uma Máscara" de Pedro Barateiro é um monólogo, acompanhado por um conjunto de imagens projectadas, em que o artista tenta pensar a questão da máscara, através de dispositivos de linguagem e imagem e exemplos que vão da história do teatro ocidental a testes de personalidade.

    ler mais
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO / Buenos Aires

    04 dezembro 2019
    Centro Cultural San Martín, Buenos Aires

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    Concebido para a bienal BoCA 2019, Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas criaram três performances-conferências inéditas, apresentadas em salas de teatro, a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    ler mais
  • Hard to be a god / Bangkok

    06 dezembro 2019 — 07 dezembro 2019
    Neilson Hays Library / Bangkok

    JOHN ROMÃO & ROMEU RUNA

    Depois da sua estreia mundial no contexto da BoCA 2017, em Lisboa, a performance “Hard to be a god” continua a sua circulação internacional e viaja agora até Bangkok. Os espectadores observam a performance através de uma janela de vidro que separa a ação de seu próprio corpo (protegido), como se fosse uma tela, enquadrando a ação exterior. Uma luta entre a natureza - em todo o seu esplendor - e a tecnologia.

    ler mais
  • A Viagem Invertida / Santiago do Chile

    07 dezembro 2019
    Matucana 100, Santiago do Chile

    PEDRO BARATEIRO

    Depois da sua estreia mundial na BoCA 2019, a performance "A Viagem Invertida" continua em digressão internacional. "A Viagem Invertida" tem como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação de Pedro Barateiro e música de Raw Forest.

    ler mais
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO / Santiago do Chile

    07 dezembro 2019
    Matucana 100, Santiago do Chile

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    Concebido para a bienal BoCA 2019, Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas criaram três performances-conferências inéditas, apresentadas em salas de teatro, a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    ler mais
  • Cattivo

    18 fevereiro 2020 — 23 fevereiro 2020
    São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    Na edição BoCA 2019, a bailarina e coreógrafa Marlene Monteiro Freitas transgrediu a sua prática e criou “Cattivo”, a sua primeira (mega) instalação composta por centenas de estantes de partitura, que são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas. Assistimos à capacidade de encarnarem estados emocionais e de tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos. Agora é a oportunidade única de descobrir a adaptação desta criação ao SLTM.

    ler mais