Conferência-Performance


“T.I.M.E. – Tempo. Identidade. Máscara. Encontro.”

Coletivo Sub-21

 

Esta conferência-performance desenvolve-se em duas partes.

 

Parte I
em redor…de uma mesa central

cada elemento do coletivo
cria a sua instalação/apresentação
fazendo nascer uma instalação coletiva

 

Parte II
em deambulação…pelo espaço

os elementos do público
poderão alternadamente
deambular pela instalação coletiva da parte I
e/ou
deambular à procura de 15 locais para encontros onde
cada um pode encontrar-se com cada um dos elementos do coletivo em
5 minutos, 1 pessoa, 1 tema e 1 regra
aguarde a sua vez
jogue o jogo que lhe propomos
existem trocas a cada 5 minutos
a conferência-performance acabará
quando a última pessoa do público sair

 

O BoCA Sub21 é um laboratório artístico onde um grupo de 15 jovens tem a oportunidade de ser um coletivo e pensar coletivamente os espetáculos, os temas, os artistas e as interrogações levantadas pela programação da Bienal. Vivem a construção de uma bienal, experienciam o fazer de instalações, de espetáculos e de conferências e ensaiam o que é isto de ser performer e espectador. As individualidades deste coletivo andam por caminhos diferentes, frequentam escolas diferentes, aprendem matérias desiguais mas durante a bienal encontram-se para partilhar num território comum o que têm de diferente: estes encontros/reuniões são a semente da sua identidade, da sua máscara para o mundo e deram origem ao encontro de hoje.

 

Performers e Criadores:
Beatriz Machado
Catarina Monteiro
Catarina Oliveira
Catarina Vicente
Francisca Neves
Francisco Sampaio
Inês Anselmo
Inês Correia
Isabel Medeiros
Joana Carvalho de Sá
João Costa
Maria Gonçalves
Tomás Santos
Raquel Barbosa
Rafaela Neto

Coordenação: Sara Franqueira
Apoio ao Programa Educativo da BoCA: Fundação Millennium BCP

 

 

Próximos Eventos

ler mais
  • A Viagem Invertida / Barcelona

    25 outubro 2019
    Caixa Forum / Barcelona

    PEDRO BARATEIRO

    Depois da estreia mundial na BoCA 2019, a performance "A Viagem Invertida" é apresentada no contexto da exposição "En Caída Libre", com curadoria de João Laia, em Barcelona. Tem como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação de Pedro Barateiro e de Lula Pena, e música de Raw Forest.

    ler mais
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO / Buenos Aires

    04 dezembro 2019
    Centro Cultural San Martín, Buenos Aires

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    Concebido para a bienal BoCA 2019, Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas criaram três performances-conferências inéditas, apresentadas em salas de teatro, a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    ler mais
  • COMO FAZER UMA MÁSCARA / Buenos Aires

    04 dezembro 2019
    Centro Cultural San Martín, Buenos Aires

    PEDRO BARATEIRO

    A performance "Como Fazer uma Máscara" de Pedro Barateiro é um monólogo, acompanhado por um conjunto de imagens projectadas, em que o artista tenta pensar a questão da máscara, através de dispositivos de linguagem e imagem e exemplos que vão da história do teatro ocidental a testes de personalidade.

    ler mais
  • Hard to be a god / Bangkok

    06 dezembro 2019 — 07 dezembro 2019
    Neilson Hays Library / Bangkok

    JOHN ROMÃO & ROMEU RUNA

    Depois da sua estreia mundial no contexto da BoCA 2017, em Lisboa, a performance “Hard to be a god” continua a sua circulação internacional e viaja agora até Bangkok. Os espectadores observam a performance através de uma janela de vidro que separa a ação de seu próprio corpo (protegido), como se fosse uma tela, enquadrando a ação exterior. Uma luta entre a natureza - em todo o seu esplendor - e a tecnologia.

    ler mais
  • OS ANIMAIS E O DINHEIRO / Santiago do Chile

    07 dezembro 2019
    Matucana 100, Santiago do Chile

    GONÇALO M. TAVARES & OS ESPACIALISTAS

    Concebido para a bienal BoCA 2019, Gonçalo M. Tavares e os Espacialistas criaram três performances-conferências inéditas, apresentadas em salas de teatro, a partir do tema “Os Animais e o Dinheiro”. Juntos e pela primeira vez em palco, os artistas desenvolvem formas de sentir acima da média, a partir de textos, imagens, gestos, objetos e espaços em permanente construção, com o público presente.

    ler mais
  • A Viagem Invertida / Santiago do Chile

    07 dezembro 2019
    Matucana 100, Santiago do Chile

    PEDRO BARATEIRO

    Depois da sua estreia mundial na BoCA 2019, a performance "A Viagem Invertida" continua em digressão internacional. "A Viagem Invertida" tem como paisagem a exploração das minas de lítio em Portugal, numa investigação que passa também pelo livro “Queda sem fim, seguido de Descida de Maleström, de Edgar Allan Poe”, de José A. Bragança de Miranda. Com interpretação de Pedro Barateiro e música de Raw Forest.

    ler mais
  • Cattivo

    18 fevereiro 2020 — 23 fevereiro 2020
    São Luiz Teatro Municipal, Lisboa

    MARLENE MONTEIRO FREITAS

    Na edição BoCA 2019, a bailarina e coreógrafa Marlene Monteiro Freitas transgrediu a sua prática e criou “Cattivo”, a sua primeira (mega) instalação composta por centenas de estantes de partitura, que são exploradas até ao limite das suas propriedades expressivas. Assistimos à capacidade de encarnarem estados emocionais e de tomarem decisões, manipulando-se a si mesmas e a outros objetos. Agora é a oportunidade única de descobrir a adaptação desta criação ao SLTM.

    ler mais